Início Maranhão Trabalho preventivo da gestão do prefeito Edivaldo reduz em mais de 50%...

Trabalho preventivo da gestão do prefeito Edivaldo reduz em mais de 50% casos de dengue, chikungunya e zika

622
0

As equipes de agentes percorrem bairros da cidade, alcançando todas as áreas distritais da capital; as atividades incluem visitas domiciliares e orientação aos moradores quanto ao armazenamento adequado de água e acerca de cuidados com recipientes

Trabalho preventivo da gestão do prefeito Edivaldo reduz em mais de 50% casos de arboviroses registrados em 2019Em várias regiões da cidade, a Prefeitura de São Luís segue executando serviços que convergem para o combate ao Aedes aegypti e, consequentemente, a prevenção às arboviroses. O trabalho tem refletido na redução dos casos de dengue, chikungunya e zika na cidade. Do começo do ano até esta semana, foi registrada queda de 50,2% no número de arboviroses notificadas em comparação ao mesmo período do ano passado. O trabalho segue orientação do prefeito Edivaldo Holanda Junior, que tem investido no combate ao mosquito e com isso tem conseguido reduzir significativamente os números de casos das doenças na capital, enquanto muitos municípios registram aumento de casos.

“A redução do número de casos dessas doenças é resultado de um trabalho permanente e vigilante que envolve os agentes de endemias, de limpeza, do Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís, e da Secretaria de Obras e Serviços Públicos. Os avanços na política de resíduos sólidos refletem diretamente nos resultados. Hoje temos uma coleta que atende toda a cidade e que é reforçada com a redução dos pontos de descarte irregular de lixo e com a criação dos Ecopontos, já temos 12 em plena operação. O trabalho da Semosp é importante também no que tange a limpeza de bueiros e galerias. Somando esforços estamos tendo bons resultados em beneficio da população”, destaco o prefeito Edivaldo Holanda Junior.

As ações preventivas, realizadas continuamente pelo poder público municipal, são coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), através do Programa Municipal de Controle da Dengue e Arboviroses. A Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Sanitária conta com uma equipe composta por 12 supervisores gerais, 48 supervisores de área e 325 agentes sanitários. Entre as atividades desenvolvidas pelos agentes estão visitas domiciliares; visita para inspeção e tratamento de pontos estratégicos (borracharias, cemitérios, ferros velhos), trabalho complementar de ações de educação em saúde e nebulização espacial com o carro fumacê.

A adoção de diversas estratégias tem apresentado resultados positivos. De 2017 para 2018, houve a redução de 55,5% nos casos de dengue, 46% de chikungunya e 29% de zika, totalizando uma redução de 50,2% nos casos notificados de arboviroses de um ano para o outro.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destaca que o trabalho de combate ao Aedes aegypti é realizado de forma permanente pela gestão municipal e seguem as normas e diretrizes do Ministério da Saúde. “A gestão do prefeito Edivaldo vem trabalhando para proteger a cidade do mosquito e conta com a população, que cumpre um importante papel na eliminação dos criadouros. Essa é uma ação contínua e integrada, onde juntamos esforços para combater o Aedes”, diz o titular da Semus.

DISTRITOS

As equipes de agentes percorrem bairros por toda a cidade, alcançando todas as áreas distritais da capital – Centro, Itaqui-Bacanga, Coroadinho, Cohab, Bequimão, Vila Esperança e Tirirical 1 e 2. As atividades incluem visitas domiciliares e orientação aos moradores quanto ao armazenamento adequado de água e acerca de cuidados com recipientes que acumulam água como baldes, pneus velhos, saco plástico, vasos de plantas vazios e garrafas, que devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira ou de guardadas de boca para baixo.

O coordenador do Programa Municipal de Combate às Arboviroses, da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Pedro Tavares, destaca a importância desse trabalho de orientação. “De casa em casa, os agentes têm a oportunidade de dialogar com os moradores e informar sobre as formas de prevenir as arboviroses e a principal delas é combatendo o mosquito Aedes aegypti. Diariamente os profissionais estão nas ruas executando esse trabalho”, conta o coordenador.

LIMPEZA PÚBLICA

As estratégias de combate ao Aedes aegypti contam também com o trabalho executado pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana. O órgão tem intensificado o cronograma de serviços de limpeza por toda a cidade, principalmente durante o período chuvoso em São Luís. O planejamento conta com ações de capina, roçagem, varrição, lavagem de logradouros, coleta domiciliar e remoção manual e mecanizada de lixo em pontos de descarte irregular. As ações, além de garantir uma cidade mais limpa, contribuem para a prevenção de doenças, facilitando o escoamento das águas das chuvas e evitando pontos de acúmulo em diversos bairros da cidade ocasionado pelo descarte irregular de lixo.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informa que a limpeza urbana abrange diversas áreas e integra os esforços da gestão para combater os criadouros do mosquito Aedes aegypti. “Por meio dos serviços de limpeza urbana, garantimos a melhoria da saúde pública, a proteção do meio ambiente, uma paisagem urbana mais agradável e o bem-estar dos moradores, por isso, a população deve fazer sua parte neste processo. É fundamental que cada morador cuide do seu lixo da forma correta. Assim, juntos, vamos seguir reduzindo os casos de arboviroses pela cidade”, afirma.

As ações de limpeza e desobstrução de bueiros e galerias realizadas diariamente pela Secretaria de Obras e Serviços Públicos também refletem na redução do número de caso das doenças uma vez que reduz pontos de alagamento na cidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here