Início Política Revista diz que Romário tem na Suiça R$ 7,5 milhões não declarados

Revista diz que Romário tem na Suiça R$ 7,5 milhões não declarados

47
0

SÃO PAULO Após a revista “Veja” publicar reportagem que aponta uma conta num banco suíço em nome do senador Romário Faria (PSB-RJ) não declarada à Receita Federal e com um saldo de 2,1 milhões de francos suíços, o equivalente a R$ 7,5 milhões, o ex-jogador de futebol ironizou ontem, por meio de nota, a suposta aplicação. “Obviamente, fiquei muito feliz com a notícia, assim que possível, irei ao banco para confirmar a posse desta conta, resgatar o dinheiro e notificar à Receita Federal”, diz o texto, também publicado em seu perfil no Facebook.

= declaradosPresidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Futebol, que apura denúncias de irregularidades no âmbito da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Romário, segundo a revista, também não teria declarado a quantia à Justiça Eleitoral. A conta em seu nome, garante a “Veja”, está no banco suíço BSI, com sede em Lugano.

De acordo com a revista, o Ministério Público Federal teria extrato da conta, com data de 30 de junho deste ano. Nesse extrato, constaria um crédito de rendimentos em aplicações no período de um ano a partir de 31 de dezembro de 2013. Manter dinheiro no exterior não é proibido. Mas, pela legislação em vigor, contas com saldo superior a US$ 100 mil devem ser informadas à Receita Federal, para a cobrança do imposto devido.

“Espero que seja verdade, como trabalhei em muitos clubes fora do Brasil, é possível que tenha sobrado algum rendimento que chegou a esta quantia. Estou me sentindo um ganhador da Mega Sena, só que do meu próprio honesto e suado dinheiro. O que há de estranho nisso é a informação da revista de que a aplicação seria de 2013, certeza que eu não fiz nenhuma aplicação no período recente. Também não recebi nenhuma notificação do Ministério Público a respeito”, sustenta Romário.

A “Veja” diz ainda que Romário teria negociado com seu PSB o pagamento do aluguel da casa onde mora no Lago Sul, em Brasília, para se manter no partido. O senador do PSB, no entanto, afirma que a revista tentou publicar informação semelhante no ano passado com “claras motivações políticas”:

“A matéria não saiu, na época, por falta de consistência. Não é de suspeitar que uma semana depois de eu despontar com alto índice de intenções de votos para a prefeitura do Rio, a publicação tenha sido resgatada com este fato novo da conta na Suíça”, relata a nota. Romário afirma ainda no texto que continuará à frente da presidência da CPI do Futebol e “imbuído de vontade moralizar o futebol brasileiro. Sobre o meu futuro político, nada vai tirar meu foco!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here