Início Maranhão Dez pessoas são presas durante operação em Teresina e Timon

Dez pessoas são presas durante operação em Teresina e Timon

378
0

As Polícias Civil e Militar do Piauí, em parceria com a Polícia Civil do Maranhão, deflagraram nesta quinta-feira (14/03), a Operação Integração que visa dar cumprimento a mandados de prisão nas cidades de Teresina e Timon, relacionados a crimes como homicídios, estupros, roubos majorados (aqueles cometidos com violência e grave ameaça) e outros. Até o momento, foram cumpridos três mandados de prisão em Timon e sete mandados em Teresina. Participam da operação, policiais da Divisão de Capturas da PC-PI/ Dicap, da Força Tarefa da SSP-PI e da Delegacia Regional de Timon.

De acordo com o delegado Willame Morais, esse número pode aumentar. “Nós pedimos a união e colaboração das polícias tanto no Piauí como no Maranhão para essa ação, estamos com a Polícia Militar e Civil no Piauí e a Polícia Civil de Timon. Foram dez mandados de prisão cumpridos, são crimes graves, homicídios, estupros, e roubo com emprego de violência, três presos em Timon e outras 7 na capital. São 14 mandados de prisões, então mais pessoas podem ser presas”, disse.

Crédito: Reprodução/TV Meio Norte

No bairro Ilhotas, na zona Sul de Teresina, os policiais da Força-Tarefa realizaram a prisão de um jovem conhecido apenas como Téo. Contra ele havia um mandado de prisão sob acusação de assalto.

Crédito: Reprodução/TV Meio Norte

“Ele é um assaltante bastante perigoso na zona Sul de Teresina, tinha um mandado de prisão contra ele e conseguimos cumprir, juntamente com mais dois alvos que deram positivo. A operação Integração foi desencadeada pela Dicap sob a coordenação do delegado Willame Morais com apoio da Força-Tarefa, tendo homens presos também no Maranhão. Até o momento nós estamos com 7 pessoas presas em Teresina, vamos conduzir todos para a Polinter, onde nós fizemos a nossa base de integração”, afirmou o comandante da Força-Tarefa, Audivan Nunes.

Segundo Joathan, a polícia vai continuar nas ruas para dar sossego para a população. “A população pode observar que desde o começo da semana nós estamos nas ruas, nós só vamos sossegar e parar quando sufocar a criminalidade em Teresina”, declarou.

Téo confessou o crime, mas de acordo com ele, estará solto rapidamente. “Esse mandado é em 2016 por assalto, tinha eu e outro. O outro já está preso, eu já puxei a metade, já já estou de volta, é o que diz a lei, a cadeia ensina muita coisa”, disse.

Crédito: Reprodução/TV Meio Norte

Crédito: Reprodução/TV Meio Norte

Crédito: Reprodução/TV Meio Norte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here