Início Cidades Operação Hircus apreende 179 veículos e 90 pessoas são detidas por receptação

Operação Hircus apreende 179 veículos e 90 pessoas são detidas por receptação

486
0

A operação Hircus V foi realizada entre os dias 19 a 29 de setembro nos estados do Piauí, Paraíba e Mato Grosso, simultaneamente e resultou na recuperação de 179 veículos produtos de roubo ou furto. O objetvo era recuperar veículos roubados. Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira(03), o delegado Éverton Ferrer, explicou que 21 municípios do Piauí e uma na divisa com a Bahia foram alvo da operação.

As cidades São Raimundo Nonato, São João do Piauí, Simplício Mendes, Cristino Castro, Bom Jesus, Avelino Lopes, Morro Cabeça no Tempo, Curimatá, Anísio de Abreu, Barreira do Piauí, Bonfim do Piauí, Corrente, Cristalândia, Dirceu Arcoverde, Fartura, Gilbués, Isaías Coelho, Itainópolis, Redenção do Gurgueia, Várzea Branca, Vera Mendes e Campo Alegre de Lourdes-BA que faz divisa com Fartura.

Na operação que aconteceu em conjunto entre as Polícias Civil e Rodoviária Federal foi descoberto que há uma concentração na venda de veículos roubados ou furtados no sul do estado, devido à proximidade de fronteira com outros estados.

Dos 179 veículos apreendidos, 68% são motocicletas, 31% carros de passeio e 1% caminhões.

O secretário de Segurança, Fábio Abreu, informou que veículos avaliados em R$ 30 mil estavam sendo vendidos a R$ 10 mil ou R$ 5 mil, por exemplo. “A maioria desses veículos foi comprada com preço muito abaixo do mercado e tinha características alteradas, com placas de Minas Gerais e Goiás. Durante a operação, as pessoas encontradas com os veículos foram detidas por receptação dolosa”, disse.

Na operação, foram apreendidos um revólver calibre 38, duas CNH supostamente falsas e 90 pessoas foram detidas e assinaram Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

O superintendente da PRF no Piauí, Stênio Pires, disse que a polícia rodoviária vai fazer operações contínuas contra roubos de veículos e ficará atenta ao uso de veículos roubados para os cometimentos de crimes eleitorais no pleito do próximo ano.

“Nesta operação encontramos outros crimes, também apreendemos 111 metros cúbicos de madeira irregular. A ação contou com o suporte de 26 viaturas e uma aeronave da PRF”, afirmou o inspetor Stênio Pires.

O inspetor informou ainda que foi descoberto que os receptadores dos veículos roubados, solicitam carros com características específicas para serem adulterados e não sofrerem abordagens durante fiscalizações e operações.

O delegado da Polinter, Everton Ferrer, adiantou que a operação deve ter desdobramento porque o intuito é prender quem pratica as fraudes veiculares e o furto e o roubo dos veículos.

A operação aconteceu simultaneamente nos estados do Mato Grosso e Parnaíba.

Números nacionais

Na sua quinta edição, que aconteceu na última semana, envolvendo os estados do Piauí, Paraíba e Mato Grosso, a operação Hircus terminou com um saldo de 281 veículos recuperados e 166 pessoas presas nos três estados.

As ações envolveram mais de 200 policiais rodoviários federais nas três unidades da federação; vários deles especializados na identificação de fraudes veiculares. Houve ainda o apoio aéreo, onde helicópteros da PRF prestaram o suporte ao pessoal em terra.

“Cinquenta e sete Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) foram recolhidos, sendo que vários acabaram apreendidos por suspeita de inautenticidade e, ainda, quatro armas de fogo foram apreendidas”, informou a PRF em nota.

O nome Hircus refere-se a uma variedade de caprinos presente no Nordeste brasileiro (Capra aegagrus hircus – em latim). Na linguagem policial, “cabrito” designa um veículo que é adulterado para esconder sua procedência ilícita, geralmente produto de roubo ou furto.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, chegou a publicar sobre a operação em suas redes sociais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui